II Congresso Brasileiro de Psicologia (Belém)
II Congresso Multidisciplinar de Saúde
De 30/03 até 01/04/2017
Até 28/02/17
R$ 175,00
Após 28/02/17
R$ 200,00
* Valor para Estudante

I

II Congresso Brasileiro de Psicologia

Inclusão, Diretos e Práticas Inovadoras

 

Com o tema “Assistência, Inovação e Empreendedorismo”, a segunda edição do Congresso Brasileiro de Psicologia, promovido pela Universidade da Amazônia, a UNAMA, acontece entre os dias 31 de março e 01 de abril de 2017. As atividades acontecem no Hangar Centro de Convenções de Belém e são voltadas para estudantes e psicólogos. Os assuntos debatidos serão atuais e pertinentes, como as doenças da beleza, Psicologia, Sofrimento Psíquico e Amazônia, Psicologia e despatologização de gênero, Psicologia e novas tecnologias e Saúde mental e saúde do trabalhador.

Durante os três dias de evento serão propostos debates acerca de diversas temáticas da psicologia com nomes do cenário nacional, como Joana de Vilhena Novaes (Coordenadora do Núcleo de Doenças da Beleza do Laboratório Interdisciplinar de Pesquisa e Intervenção Social - LIPIS da PUC-Rio), Maria Helena Rodrigues Navas Zamora (Vice-coordenadora do Laboratório Interdisciplinar de Pesquisa e Intervenção Social, da PUC-Rio), Elizabeth Samuel Levy (Presidente do Círculo Psicanalítico do Pará), entre muitos outros.

O evento faz parte da programação do II Congresso Multidisciplinar de Saúde, que terá como tema “Assistência, inovação e empreendedorismo”.

09h00 - 12h00
Minicurso - Corpo, Imagem e Sofrimento Psíquico
Conferencista: Joana de Vilhena Novaes - Coordenadora do Núcleo de Doenças da Beleza do Laboratório Interdisciplinar de Pesquisa e Intervenção Social - LIPIS da PUC-Rio

OBS: Vagas limitadas por ordem de chegada.
09h00 - 12h00
Minicurso - Violência, Instituição e Exclusão Social
Conferencista:  Maria Helena Rodrigues Navas Zamora - Membro da Secretaria Executiva do Comitê Estadual para a Prevenção e Combate à Tortura do Rio de Janeiro.

OBS: Vagas limitadas por ordem de chegada.
15h00 - 20h00
Credenciamento - Secretaria do Evento
18h00 - 19h00
Cerimônia de abertura - Pronunciamento de Abertura
Pronunciamento de Abertura: Dr. Janguiê Diniz - Reitor da UNAMA e Chairman do Grupo Ser Educacional
19h00 - 20h00
Conferência - Conferência de Abertura: "Empreendedorismo na Área de Saúde"
Conferencista: Tiago Coelho Souza - Parecerista do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Ministério da Saúde.
08h00 - 09h00
Conferência - As Doenças da Beleza.
Conferencista: Joana de Vilhena Novaes - Coordenadora do Núcleo de Doenças da Beleza do Laboratório Interdisciplinar de Pesquisa e Intervenção Social - LIPIS da PUC-Rio

Presidente de mesa: Elizabeth Samuel Levy
09h00 - 10h00
Mesa redonda - Psicologia, Sofrimento Psíquico e Amazônia
Conferencista: Maria do Rosário Travassos - Psicanalista em formação pelo Círculo Psicanalítico de Mingas Gerais-CPMG.

Conferencista: Jesiane Calderaro - Especialista em Psicologia Hospitalar, Psicóloga e Segurança Pública.

Presidente da mesa: Vanusa Balieiro do Rego Barra
11h00 - 12h00
Conferência - Racismo Estrutural
Conferencista: Zélia Amador de Deus - Co-fundadora do Centro de Estudos e Defesa do Negro do Pará - CEDENPA.

Presidente da mesa: Igor Francês
11h00 - 12h00
Mesa redonda - Clínica da Infância
Conferencista: Niamey Granhen Brandão da Costa - Docente do Curso de Psicologia da - UNAMA e Professora Assistente II da - UFPA.

Conferencista: Vanusa Balieiro do Rego Barra - Especialista em Psicologia Clínica reconhecida pelo Conselho Federal de Psicologia.

Presidente da mesa:  Lorena Bezerra
12h00 - 14h00
Intervalo
Intervalo para Almoço
14h00 - 15h00
Conferência - Subjetividade, Trabalho e Direitos Humanos
Conferencista: Manoel de Christo Alves - Psicólogo concursado no Tribunal de Justiça do Estado do Pará.

Presidente da Mesa: Márcio Barra Valente
15h00 - 16h00
Mesa redonda - Psicologia e Segurança Pública
Conferencista: Henrique Moura Monteiro - Psicólogo na Polícia Militar do Estado do Pará

Conferencista: José Mario Barbosa de Brito - Psicólogo, chefe da Secretaria de Estado e Segurança Pública - Corpo de Bombeiros Militar do Pará.

Presidente da mesa: Eliana Cavalcante Maués Santos (PA)
16h00 - 17h00
Conferência - Psicologia e Despatologização de Gênero
Conferencista: Bárbara Araújo Sordi - Pesquisadora CNPq (Projeto de pesquisa; Relações de gênero, feminismos, sexualidade, vulnerabilidade e a feminização da epidemia do HIV-AIDS)

Presidente da mesa:  Gabriela Souza do Nascimento.
17h00 - 18h00
Mesa redonda - Cuidados Paliativos no Hospital
Conferencista: Roberta Amanajás de Melo Loureiro - Psicóloga clínica-consultório particular e docente da Faculdade Maurício de Nassau.

Conferencista: Camile Pantoja Mota - Psicóloga Clínica e Hospitalar no Hospital Universitário João de Barros Barreto.

Presidente da mesa: Luciana do Nascimento Castelo
18h00 - 18h01
Encerramento
08h00 - 09h00
Conferência - Desigualdade Social, Racismo e seus Efeitos
Conferencista: Maria Helena Rodrigues Navas Zamora - Membro da Secretaria Executiva do Comitê Estadual para a Prevenção e Combate à Tortura do Rio de Janeiro.

Presidente da mesa: Márcio Barra Valente
09h00 - 10h00
Mesa redonda - Psicologia e Novas Tecnologias
Conferencista: Igor Francês - ntegrante do Laboratório Interdisciplinar de Pesquisa e Intervenção Social da PUC-Rio.

Conferencista: Alex Nazareno Ferreira de Miranda - Pesquisador do Laboratório de Psicanálise e Psicopatologia Fundamental da UFPA.

Presidente da mesa: Bárbara Araújo Sordi
10h00 - 11h00
Conferência - "Por uma Gestão do Encontro: Contribuições de Martin Buber e Paul Ricoeur"
Conferencista: Márcio Barra Valente - Coordenador do Curso de Psicologia da UNAMA. Psicólogo Clínico.

Presidente da mesa:  Manoel de Christo Alves Neto
11h00 - 12h00
Mesa redonda - Psicologia, Drogas e Redução de Danos.
Conferencista: José de Arimatéria Rodrigues Reis - Especialista em Psicologia Hospitalar.

Conferencista: Larissa Gonçalves Medeiros -  Faz parte da direção do Movimento Paraense da Luta Antimanicomial (MLA-Pa).


Presidente da mesa: Karina Helaine Coelho
12h00 - 14h00
Intervalo
Intervalo para Almoço
14h00 - 15h00
Conferência - Psicologia e o SUS
Conferencista: Eric Campos Alvarenga - Coordenador pedagógico do Programa Nacional de Melhoria do Acesso e da Qualidade da Atenção Básica (PMAQ), projeto do Ministério da Saúde.

Presidente da Mesa: Alex Nazareno Ferreira de Miranda
15h00 - 16h00
Mesa redonda - Psicologia e Saúde: A Escuta Clínica nos Diversos Lugares.
Conferencista: Elizabeth Samuel Levy - Presidente do Círculo Psicanalítico do Pará.

Conferencista: Arina Marques Lebrogo - Psicóloga da Unidade de Atendimento ao Migrante em Trânsito da Secretária de Estado de Assistência Social.

Presidente da mesa: Maria do Carmo Brito dos Santos
16h00 - 17h00
Conferência - Psicologia e População Indígena
Conferencista: Álvaro Pinto Palha Junior - Psicólogo do Distrito Sanitário Especial Indígena Guamá Tocantins.

Presidente da mesa: Bianca Nascimento de Souza
17h00 - 18h00
Mesa redonda - Saúde Mental e Saúde do Trabalhador
Conferencista: Cristina Alves Lins - Psicóloga do Ministério Público do Estado do Pará.

Conferencista: Eliana Cavalcante Maués Santos - Pesquisadora de Sofrimento Mental/ Educação e Trabalho, Representações Sociais e Saúde mental.

Presidente da mesa: Arina Marques Lebrego
18h00 - 18h01
Encerramento
Janguiê Diniz
Joana de Vilhena Novaes
Zélia Amador de Deus
Manoel de Christo Alves Neto
Bárbara Araújo Sordi
Maria Helena Rodrigues Navas Zamora
Márcio Barra Valente
Eric Campos Alvarenga
Álvaro Pinto Palha Junior
Tiago Coelho
Local:Hangar
CEP:66613902
Endereço:Avenida Júlio César, s/nNúmero:00
Bairro:SouzaCidade:BelémUF:PA

O REGULAMENTO DO CONGRESSO OBEDECERÁ ÀS SEGUINTES REGRAS

 

Art. 1º – As atividades científicas do Congresso realizar-se-ão por meio de:

I - Sessão plenária;

II -Turmas de conferências;

III -Talk Show;

IV- Palestras;

V-Mesa redonda.

Art. 2º – As conferências e os painéis serão compostos por  palestrantes que farão exposições com duração de 25 min. a 1h (vinte e cinco minutos a uma hora no máximo) sobre temas próprios, vinculados ao tema central do Congresso. | § 1º - O presidente da conferência ou do painel, ao abrir a sessão, será responsável pela apresentação dos palestrantes, observância da ordem e do tempo de duração das exposições. | § 2º – Após o término das palestras, ou conferências, o presidente dará início ao debate, devendo as perguntas serem encaminhadas à mesa por escrito.

Art. 3º – No caso de não haver tempo suficiente para atender a todas as perguntas, o presidente encerrará a sessão, repassando as mesmas ao conferencista ou palestrante que analisará a possibilidade de responder por e-mail.

Art. 4º – O auditório conta com um número restrito de lugares, a ocupação do auditório dar-se-á exclusivamente por ordem de chegada. Em caso de lotação se necessário, haverá transmissão simultânea.

Art. 5º – As credenciais serão entregues a partir das 15h (quinze horas) do primeiro dia do evento, na secretaria do Congresso, mediante apresentação do comprovante de pagamento e documento oficial com foto. | § 1º – O congressista, se estudante (de graduação ou de pós-graduação), deverá comprovar essa condição. | | § 2º – Todos os participantes deverão usar as credenciais de identificação para que possam ter acesso às atividades do Congresso. | § 3º – Em nenhuma hipótese será fornecida segunda via da credencial.

Art. 6º – O certificado de participação poderá ser retirado em até 60(sessenta) dias da data do evento, sem ônus para o congressista. Após essa data, será cobrada uma taxa administrativa de R$27,50(informações através do telefone: 55.81-3412-6246/3412-6247 ou pelo e-mail (congressos@sereducacional.com) Núcleo de Eventos e Congressos. | § 1º – Os congressistas têm um prazo de até 18 meses (dezoito meses) após o evento para retirar o seu certificado. Após esse prazo, não será fornecido novo certificado ou segunda via. | § 2º –Para fazer jus ao certificado de que trata o caput deste artigo, o congressista deverá cumprir 60% da carga horária do evento – aferido por leitura ótica do código de barra na credencial (crachá).

Art. 7º – Todos os palestrantes estão confirmados, resguardando-se à direção do evento, a seu critério, o direito de realizar as alterações que julgar necessárias e substituí-los, sem prévio aviso, ante a impossibilidade de comparecimento dos mesmos.

Art. 8º – Não haverá, em nenhuma hipótese, a devolução de valores, sendo permitida a substituição de um congressista por outrem até 10 (dez) dias antes do evento ou a confecção de carta de crédito para outro evento realizado pelo Núcleo de Eventos e Congressos.

Art. 9º – Compete ao coordenador-geral do Congresso, assessorado pelos coordenadores acadêmicos e administrativos, decidirem sobre os casos não previstos neste regulamento.

EDITAL PARA SUBMISSÃO E APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS CIENTÍFICOS NO II CONGRESSO MULTIDISCIPLINAR DE SAÚDE

 

 

 

1 CONSIDERAÇÕES GERAIS

 

1.1 Serão aceitos para submissão trabalhos inéditos, em forma resumo, desde que se enquadrem aos eixos temáticos do evento;

 

1.2 A submissão será facultada apenas aos congressistas que já estiverem regularmente inscritos no evento. Todos os autores devem estar inscritos no evento.

 

1.3 O envio de qualquer trabalho implica automaticamente na cessão dos direitos autorais aos organizadores do Congresso;

 

1.4 A publicação de resumos/artigos nos Anais do Congresso não implica em remuneração aos autores;

 

1.5 Os resumos/artigos assinados serão de responsabilidade exclusiva de seus autores, não refletindo, necessariamente, a opinião dos organizadores do Congresso.

 

 

2 PROCEDIMENTOS E PRAZOS PARA ENVIO DOS RESUMOS

 

2.1 A submissão dos artigos será realizada via e-mail de cada congresso, assim seguem estes abaixo:

 

NUTRIÇÃO: congressounama.nutricao@gmail.com

ENFERMAGEM: congressounama.enfermagem@gmail.com

FISIOTERAPIA: congressounama.fisioterapia@gmail.com

PSICOLOGIA: congressounama.psicologia@gmail.com

 

2.2 No momento da submissão o autor fará a opção por apresentação oral ou na forma de pôster;

 

2.3 O prazo final para submissão dos resumos será 04/03/2017;

 

2.4 Os resumos que não estiverem formatados de acordo com as normas de formatação conforme disponibilizadas no site serão imediatamente recusados.

 

À seguir, as principais informações:

 

- Título: até XX caracteres (letras maiúsculas e negrito). Fonte: arial 11;

- Autores: até 5 autores, todos inscritos no evento com enumeração sobreescrita,Indicar o autor apresentador em negrito. Fonte: arial 11. - Instituição de origem (sem negrito). Fonte: arial 10;

- Tamanho: até 500 palavras;

- Conteúdo: introdução, objetivo, material e métodos, resultados e discussão, referências bibliográficas, até 5 e sob a normativa ABNT 6023/2002. Essas palavras devem estar destacadas em negrito no texto;

- Fonte: Arial 11 com espaçamento 1,5, sem parágrafos;

- Se for o caso, acrescentar o apoio institucional na última linha do resumo.

 

Obs. O anexo 1 apresenta um modelo de resumo.

 

 2.5 A inclusão do trabalho na programação do II Congresso Multidisciplinar de Saúde e a publicação do resumo nos Anais ficam condicionadas a:

 

  1. a) aprovação do trabalho pela Comissão Científica do Congresso.
  2. b) apresentação oral do artigo por pelo menos um dos autores nas datas e horários previamente divulgados

 

 2.6 Os trabalhos aprovados para apresentação oral ou na forma de poster serão divulgados até dia 15/03/2017 via e-mail para os autores.

 

 3 AVALIAÇÃO DOS RESUMOS

 

 3.1 A Comissão Científica avaliará os resumos observando os seguintes pontos:

 

  1. a) vinculação do tema ao eixo temático escolhido;
  2. b) problematização e justificativa apresentadas de forma clara e bem definida;
  3. d) se a conclusão do texto responde adequadamente ao problema e atinge os objetivos propostos;
  4. e) adequação às normas de formatação propostas.

 

4 APRESENTAÇÃO DOS TRABALHOS

 

4.1 Os grupos e locais específicos de apresentações serão informados durante o evento;

 

4.2 Para as apresentações orais serão disponibilizados recursos audiovisuais, como data-shows.

 

4.3 As apresentações orais dos resumos aprovados pela Comissão Científica terá duração de até 10 minutos por trabalho, podendo haver debate na sequência das apresentações ou, ao final, um debate global. A deliberação sobre o momento do debate competirá ao coordenador do Grupo de Trabalho;

 

4.4 As apresentações na forma de pôster dos resumos aprovados pela Comissão Científica terá duração de até 10 minutos por trabalho. Será disponibilizado um painel com espaço útil de 120cm de altura por 90cm de largura. A confecção do poster deverá conter as informações: título do trabalho; autores; três palavras-chave; introdução; material e métodos; resultados e discussão, quando aplicados; conclusão e referências bibliográficas. Todos os pôsteres serão avaliados presencialmente pela Comissão de Avaliação.

 

4.5 O Certificado de apresentação de trabalho somente será entregue ao(s) autor(es) que efetivamente apresentar(em) o trabalho no II CONGRESSO MULTIDISCIPLINAR DE SAÚDE. A entrega será efetuada ao final da seção de apresentação de todos os trabalhos.

 

4.6 É necessária a assinatura (legível) na lista de presença, após a apresentação do trabalho.

 

4.7 Os resumos dos trabalhos apresentados no congresso serão posteriormente publicados em formato de Anais em Mídia Eletrônica.

 

 

5 PREMIAÇÃO DOS MELHORES TRABALHOS

 

No máximo os 03 melhores trabalhos apresentados dentro de cada Congresso no II CONGRESSO MULTIDISCIPLINAR DE SAÚDE, serão premiados com uma honra ao mérito. Estes serão selecionados pela Comissão Julgadora do evento e o resultado será liberado ao final do evento no dia 01/04/2017.

 

 

  1. CASOS OMISSOS

6.1 Casos omissos neste Edital serão devidamente analisados e resolvidos pela Comissão Organizadora do evento.

 

 

 

ANEXO 1: MODELO DE RESUMO (Texto adaptado e utilizado como exemplo)

 

CONDIÇÕES AMBIENTAIS DA DOENÇA DE CHAGAS NA REGIÃO METROPOLITANA DE BELÉM – PARÁ

 

Raiol, Roberta D. O1; Barros, E.S2 e Barreto, L3.

 

 

1 e 3 Universidade da Amazônia – UNAMA, Av. Alcindo Cacela, 286, Umarizal, Belém - PA. CEP: 66060-902.

Universidade Federal do Pará -  Rua Augusto Corrêa, 1 - Guamá, Belém - PA, 66075-110

 

 

Introdução: Considerada uma antropozoonose resultante das alterações produzidas pelo homem no meio ambiente e das desigualdades econômicas. (ARGOLO, 2008), a transmissão do T. cruzi pode ocorrer por diferentes vias: A vetorial, transfusional, congênita, acidental (acidentes em laboratórios), oral (com alimentos contaminados) e transplantes. O controle atual da transmissão da doença de Chagas resultou em queda acentuada da incidência de novos casos nos últimos anos. Isto não significa, entretanto, o fim das repercussões de uma doença crônica com elevado impacto sócio-econômico. Para o futuro, problemas e desafios a serem superados continuam principalmente em termos da assistência médica para os indivíduos já infectados e da manutenção da vigilância epidemiológica (SILVA, 2010). Objetivo: Realizar um levantamento bibliográfico de forma a identificar as taxas de mortalidade por  Material e Métodos: Será realizado um levantamento bibliográfico na busca de artigos que contenham informações sobre mortalidade, infecção e relação do T. cruzi com o ambiente (urbano e rural), bem como ocorre a flutuação do Mal de Chagas no Brasil e no Pará. Para isso utilizamos como critérios de seleção, artigos indexados nas bases de dados PubMed e SciELO nos idiomas português e inglês. Resultados e Discussão: Foram levantados 30 artigos que tratavam da mortalidade, a taxa varia entre 15 e 25% dos casos identificados, porém estes não se apresentam de forma igualitária. Em estudo realizado por Cordeiro et al. (2002) em uma análise histórica de 10 anos no de casos no Pará, esse dado é corroborado, onde foi identificado que onde se evidenciam 51 (35,7%) municípios com alto risco de transmissão, 41 (28,6%) com médio risco e 51 (35,7%) com baixo risco. A dinâmica de transmissão é variável entre os agrupamentos humanos que habitam diferentes estratos epidemiológicos, onde interagem fatores de risco de diferentes origens. O controle da malária em áreas extensas como a Amazônia representa um grande desafio aos profissionais da saúde, sendo demandado investimento público e programas de controle eficazes. Conclusão: Embora controlada em várias localidades do Pará, o monitoramento e controle eficaz se faz uma necessidade constante de forma a possibilitar uma base de dados condizente com a realidade da incidência e prevalência do agravo, mas, também, para estudar os fatores causais, objetivando uma rápida revelação de eventuais epidemias e avaliar a eficiência dos programas de controle da doença. Referências Bibliográficas: (até 5, e seguindo a norma ABNT 6023/2002)

Este trabalho contou com o auxílio financeiro da Universidade da Amazônia.

 

 

 

 

Telefones:Comercial: 
Email:
Eventos relacionados
anterior1próximo